Seja bem-vindo a Angulo Sistemas

Solução em TI

Empresa de TI atuante no mercado, disponibilizando aos clientes, softwares com a mais completa estrutura e uma equipe altamente capacitada para suporte técnico local e remoto online.

Nossa história


Ainda na juventude o estudante de Ciência da Computação chamado Alexandro Angulo Miamoto.

Inicialmente o sistema para automação de lojas foi desenvolvido em ambiente DOS e migrado para a versão Windows no ano 2000. Hoje a empresa atende uma carteira de clientes em torno de 550 lojas no setor de varejo, redes de perfumarias e farmácias, abrangendo toda a Grande São Paulo e Vale do Paraíba, aliados ao compromisso principal de efetuar um atendimento diferenciado. Estando focado em atendimento exclusivo no ramo de lojas (varejo), podendo dessa forma, desenvolver evoluções periódicas para atendimento da legislação e suprir as necessidades crescentes de nossos clientes.

Em 2008 inauguramos a nova sede com ampla estrutura e equipamentos de última geração, além de uma equipe de Analistas especializados em suporte ao cliente.

Temos como chave de sucesso a satisfação do cliente.

“O cliente não é um número e sim a razão principal da empresa”.

QUALIDADE
Manter nossos profissionais constantemente capacitados e aptos para compreenderem e atenderem as necessidades dos nossos clientes;
Transformar a tecnologia em resultados para os negócios dos nossos clientes;
Melhorar continuamente o Sistema de Gestão da Qualidade;
Promover um ambiente de trabalho harmonioso, sustentado pela prática dos nossos Valores;
Respeito, confiança e comprometimento é a palavra de conquista.

FILOSOFIA
A ética conduz nossas ações e acreditamos que o sucesso só pode ser alcançado através do respeito às pessoas e ao meio ambiente.

RESPONSABILIDADE SOCIAL
A empresa apóia e incentiva o Graacc, Fundação Dorina Nowil e Pintores com a Boca. Entendemos que é pouco, mas se cada cidadão contribuir com uma parcela por menor que seja, o nosso mundo será muito melhor.

Alguns de nossos Clientes


Nossos Produtos


Automatize seu sistema com os principais produtos do mercado.

Sistema loja

Voltado para pequenos e médios lojistas que precisam de um sistema ágil e também integrado aos principais equipamentos do mercado..

loja Android

Consulte as principais informações do seu sistema utilizando um celular com Android, conectado à internet.

Cotação OnLine

Integre o seu sistema de compras a um processo rápido e eficiente de cotações.

Help OnLine

Tira suas dúvidas quanto à utilização do sistema Loja-Angulo.

Calcule seu caixa

Tira suas dúvidas, veja um exemplo de como funciona o Cálculo do Caixa.

Clique aqui

Chave do Sistema

Gerar uma nova chave para o sistema.

Nota Fiscal Eletrônica


Objetivos da NF-e

A Nota Fiscal Eletrônica tem como objetivo a implantação de um modelo nacional de documento fiscal eletrônico para a substituição da sistemática atual de emissão do documento fiscal em papel que atualmente acoberta as operações com mercadorias entre empresas (modelos 1 e 1-A), reduzindo custos, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco.

O conceito adotado trata a Nota Fiscal Eletrônica como um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar, para fins fiscais, uma operação de circulação de mercadorias ou uma prestação serviços, ocorrida entre as partes, e cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emissor (garantia de autoria e de integridade) e pela recepção, pela Fazenda, do documento eletrônico, antes da ocorrência da circulação ou saída da mercadoria.




Clique aqui para baixar

UniDanfe

Clique aqui para baixar

Emissor Gratuito

Clique aqui para baixar

Java

Clique aqui para acessar

Danfe OnLine


Sat Fiscal


O SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) é um projeto exclusivo do estado de São Paulo e tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais do varejo dos contribuintes, em substituição aos atuais equipamentos ECF (Emissor de Cupom Fiscal)..

Horário de Atendimento


Downloads


Clique aqui para baixar

InstCaixa

Clique aqui para baixar

Deploy 5

Clique aqui para baixar

Deploy 7

Clique aqui para baixar

Atualizador NCM

Clique aqui para baixar

Conecta Angulo

Clique aqui para baixar

Team Viewer

Clique aqui para baixar

UltraVNC

Sobre a lei 12.741/2012


Fonte: IBPT

A Lei de Transparência Fiscal ou Lei De Olho no Imposto (Nº 12.741/2012) beneficia principalmente o consumidor final. A partir do dia 31 de dezembro deste ano todos os comerciantes e prestadores de serviços terão de exibir na nota fiscal o percentual de impostos embutidos na venda. É uma das melhores coisas que já aconteceram para o consumidor e contribuinte brasileiro, que poderá exercer com mais firmeza seu direito de cobrar o justo retorno à sociedade, face aos impostos cobrados pelo Estado (municipal, estadual ou federal).
O diretor de inovação, inteligência contábil e tributária do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação - IBPT, Othon de Andrade Filho, responde algumas dúvidas sobre a nova lei e suas implicações.

IBPT: Essa lei se aplica apenas ao comércio?
Othon de Andrade Filho – Não. Aplica-se também à indústria e aos prestadores de serviços. Quem vende ao consumidor final tem que escrever ou imprimir na nota ou cupom fiscal o valor do tributo pago ao governo. A lei 12741/2012 não se aplica apenas nas vendas de mercadorias e serviços cujo destino é o uso como insumo ou revenda. Logo, nas notas fiscais com destinações diferentes da venda, como por exemplo remessas e devoluções, não é necessário destacar a carga tributária aproximada.

IBPT: Basta que o empresário informe os impostos que ele paga na venda?
O.A.F – Não. Se o empresário fizer assim a informação ficará errada e incompleta. No Brasil o cálculo dos tributos é muito complicado. Na Europa e Estados Unidos o imposto sobre o consumo é pago diretamente pelo consumidor apenas na última etapa da cadeia produtiva. Aqui é diferente. A tributação sobre o consumo ocorre diversas vezes sobre todas as etapas da cadeia produtiva. Aqui nós tributamos o mineral, depois tributamos a matéria-prima, tributamos a transformação da matéria-prima em produto, depois tributamos a venda ao distribuidor e, por fim, tributamos o varejista. E tributamos também o transporte que ocorreu nas várias etapas. Assim, para informar o consumidor sobre quanto ele paga em impostos é preciso levar em conta as várias fases da cadeia produtiva. Você não deve colocar na nota a tributação pega pelo optante do SIMPLES somente. Se assim fizer, por exemplo, informará que a carga tributária de um refrigerante é de 10%, quando em verdade é de 60%, aproximadamente. Da mesma forma, um posto de combustível não tributa a gasolina na venda. Informar o tributo pago no ato da venda pelo posto implicaria em dizer que a tributação é zero, quando na verdade é perto de 50%.
Fique atento ao site do IBPT e acompanhe outras perguntas e respostas sobre a Lei de Transparência Fiscal. Você também pode acessar o site De Olho no Imposto e assistir a vídeos sobre o assunto.

Fale conosco


Garantimos atendimento, qualidade, eficiência e credibilidade em nosso trabalho .